The Free Dictionary  
mailing list For webmasters
Welcome Guest Forum Search | Active Topics | Members

Poblema e célebro Options
sklinke
Posted: Monday, April 13, 2009 6:57:30 PM
Rank: Advanced Member

Joined: 3/11/2009
Posts: 345
Neurons: 1,038
Location: Australia
Eu entendo que devido à dificuldade de acesso à educação de qualidade, muitas crianças crescem falando algumas palavras de forma errada. Principalmente palavras de pronúncia mais difícil. Vários comediantes até usam o estilo para interpretar alguns de seus personagens (como o pessoal da Terça Insana, um grupo de comediantes de São Paulo).

Mas eu tenho encontrado adultos que tiveram acesso à educação formal e parcem insistir na pronúncia errônea de duas palavras em particular:

- poblema (em vez de problema)

- célebro (em vez de cérebro)

Devo tentar corrigi-los?
Gil
Posted: Monday, April 13, 2009 8:27:15 PM
Rank: Advanced Member

Joined: 3/13/2009
Posts: 77
Neurons: 313
Depende muito do contexto, creio... Se à pessoa em questão não for imprescindivel (pra você que está mais alerta quanto ao uso da nova ortografia: for e imprescindivel, são acentuadas?) a pronúncia correta, o grau de intimidade, a idade... Pode ser também poblema (não resisti!) de articulação, algo que demande o apoio de fonoaudiólogo(a). Um exemplo divertido que presenciei com uma empregada antiga: ela pronunciava "estrombo", assim mesmo como grafado, para estômago. Quando a corrigia, ela dizia: mas foi o que eu disse... "estrombo"!
sklinke
Posted: Wednesday, April 15, 2009 7:07:32 AM
Rank: Advanced Member

Joined: 3/11/2009
Posts: 345
Neurons: 1,038
Location: Australia
Oi Gil

De acordo com o verificador ortográfico do BrOffice, for não tem acento e imprescindível ainda tem. :-)

Pois é, eu já tentei assentir com a cabeça e repetir a frase com a pronúncia correta. Porém, eles repetiram a forma errada.

Mesmo caso do seu exemplo do "estrombo".

A pessoa não percebe mesmo.
Rondnelly
Posted: Friday, April 24, 2009 4:13:37 PM
Rank: Advanced Member

Joined: 3/28/2009
Posts: 126
Neurons: 378
Location: Brazil
tem tambem pobrema, probrema, estrombago, enfim.
Brasileiro tem mania de falar errado mesmo sabendo como e o certo =/
john_zordell
Posted: Friday, May 1, 2009 8:48:00 PM
Rank: Newbie

Joined: 4/30/2009
Posts: 8
Neurons: 24
Location: Brazil
Rondnelly,

Eu posso ajudar melhora seu inglês. Eu falo inglês muito com minha namorada. Ela vive nos Estados Unidos, e eu falo com ela muito no telefono, é mutio caro, mas ela é a amor de minha vida. Envie-me algum inglês e eu posso corrigi-lo para você.

Grato,

João.


Rondnelly
Posted: Monday, May 4, 2009 8:35:10 PM
Rank: Advanced Member

Joined: 3/28/2009
Posts: 126
Neurons: 378
Location: Brazil
Obrigado John =D
R1c4rd0
Posted: Wednesday, November 25, 2009 11:09:14 AM
Rank: Newbie

Joined: 11/25/2009
Posts: 5
Neurons: 15
Location: Brazil
Eu já escutei pessoas no banco afirmarem que o cartão de crédito/debito estava ''bronqueado'' ao invés de ''bloqueado''. Dependendo da pessoa e da situação de conversa até podemos corrigir, o problema é passarmos como pessoas ''chatas'' ou ''intrometidas'' procurando corrigir ''erros bobos''. É preciso ter jeito e paciência, se conhecemos quem cometeu o erro podemos corrigir essa pessoa.
sklinke
Posted: Tuesday, December 1, 2009 12:22:06 AM
Rank: Advanced Member

Joined: 3/11/2009
Posts: 345
Neurons: 1,038
Location: Australia
Cartão "bronqueado" é novidade pra mim d'oh!


Em relação à correção, é isso mesmo. Em vez de agradecer, o dono do erro acaba achando que nós é que somos intrometidos!

Enfim, eu sempre tento usar um sorriso e mostrar que só quero ajudar. Fiz isso até com o diretor de uma empresa em que trabalhei... ops
ὁ Σκοτεινός
Posted: Sunday, December 7, 2014 6:49:24 AM

Rank: Advanced Member

Joined: 10/9/2014
Posts: 115
Neurons: 310,210
Location: Curitiba, Parana, Brazil
Corrigir um falante é válido, creio eu, quando fazê-lo colabora efetivamente para a sua vida diária, para suas práticas cotidianas. Por exemplo, se se trata de um estudante universitário, caso ele fale "errado", é importante corrigi-lo, ou alertar para a norma considerada padrão do idioma; mas se se trata de alguém que consiga efetivamente se comunicar com outros e não necessite escrever trabalhos acadêmicos (para os quais se requer o uso da norma culta), então "corrigir" sua fala soa antes pedante (trata-se, neste caso, de um preciosismo).
Users browsing this topic
Guest


Forum Jump
You cannot post new topics in this forum.
You cannot reply to topics in this forum.
You cannot delete your posts in this forum.
You cannot edit your posts in this forum.
You cannot create polls in this forum.
You cannot vote in polls in this forum.